NOVIDADES

Smartphone é mesmo uma praga. Não se conversa mais

Smartphone é mesmo uma praga. Não se conversa mais


by 17 de outubro de 2016 0 comments

Jornal2Qualquer aparelho eletr√īnico hoje em dia √© taxado como sendo o respons√°vel pela aliena√ß√£o das pessoas. Uns dizem que n√£o existe mais conversa, que todo mundo fica com a cara enfiada no seu smartphone, tablet ou notebook e n√£o nota quem est√° pr√≥ximo para puxar uma conversa animada ou mesmo fiada, n√£o importa.

Quantas vezes voc√™ v√° ouviu isso? Eu j√° ouvi relatos de m√£es que dizem chamarem seus filhos para comer via WhatsApp, mesmo eles estando em casa trancados no quarto. Outras reclamam que eles n√£o atendem o telefone fixo, pois s√£o uns folgados que s√≥ “ficam cutucando o celular”, como esbravejou uma delas.

Essa hist√≥ria de n√£o atenderem o telefone at√© faz sentido do ponto de vista da comunica√ß√£o, pois nenhum deles d√° para os amigos o n√ļmero do aparelho que fica parad√£o preso na parede por um fio, esperando que algu√©m d√™ bola pra ele. J√° do ponto de vista social, s√£o folgados mesmo e n√£o est√£o nem a√≠ para fazerem o favor de atender a liga√ß√£o que toca sem parar e chamar quem for preciso.

jornal_1280x500_2Mas pelas imagens deste post, que v√£o da d√©cada de 30 at√© o in√≠cio da de 60 do s√©culo passado, quando o assunto √© informa√ß√£o, d√° para perceber que a √ļnica coisa que mudou foi a substitui√ß√£o do jornal por um aparelho eletr√īnico. Este, al√©m de informa√ß√£o, fornece entretenimento, intera√ß√£o com outras pessoas que provavelmente voc√™ nunca viu pessoalmente, mas que chama de amigo, e muito mais.

Claro que o ambiente das imagens n√£o propicia que as pessoas puxem conversa com desconhecidos a partir do nada. Mas ela √© emblem√°tica pois hoje, em qualquer transporte p√ļblico, o jornal foi substitu√≠do por smartphone e fones de ouvido.

Mas por que isso acontece? O que levava as pessoas a mergulharem no jornal antigamente ou nos smartphones atualmente e ignorarem¬†o que est√° √† sua volta? Quem explica √© o Dr. Paulo Bregantin, psicanalista cl√≠nico: “As redes sociais hoje s√£o muito importantes, pois funcionam como uma v√°lvula de escape da realidade e isso √© necess√°rio para o ser humano. No caso do jornal, antigamente, quando n√£o existiam a internet e as redes sociais, ele tamb√©m fazia esse papel, por√©m em uma escala muito menor.”, afirma o Dr. Bregantin.

E antes que algu√©m diga que as situa√ß√Ķes s√£o muito diferentes, pois na √©poca das imagens ningu√©m ficava lendo jornal em uma mesa no restaurante acompanhado de outras pessoa, como acontece hoje com os smartphones, lembro que isso n√£o acontecia porque n√£o existia interatividade. E n√£o precisa ir muito longe: antes dos smartphone e internet m√≥vel, quando os celulares serviam apenas para falar, no in√≠cio deste s√©culo, ningu√©m interagia com eles porque as redes sociais n√£o existiam.

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de coment√°rios s√£o processados.