Ontem (01) a Sony Corporation confirmou, por meio de comunicado oficial, que encerrará suas atividades comerciais no Brasil no final deste mês. A marca está interrompendo a venda de todos os seus produtos eletrônicos no mercado nacional, o que inclui TVs, aparelhos de som, câmeras e filmadoras.

Mas calma! Se você adquiriu um PlayStation 5 recentemente fique tranquilo. Os segmentos de jogos, cinema, música e soluções profissionais continuarão funcionando normalmente – assim como a assistência técnica para as demais linhas.

“Queremos reiterar que manteremos a alta qualidade de pós-venda e suporte de reparo para todos os produtos sob nossa responsabilidade comercial pelo tempo necessário, estando em conformidade com os regulamentos e requisitos locais de proteção aos consumidores, política e de garantia de produtos”, afirmou a empresa em nota.

Saída não foi repentina
A companhia sempre foi sinônimo de qualidade e alta tecnologia no mercado, tanto nacional quanto internacional. Desde as décadas de 80 e 90 a empresa esteve entre as melhores e mais importantes do mundo.

A partir dos anos 2000, a marca começou a perder força em todo o mundo. As empresas asiáticas, como a Samsung, tomaram conta do segmento de TVs e smartphones, mercados que já foram muito importantes para a companhia japonesa.

Com resultados financeiros fracos no segmento de dispositivos móveis, a Sony parou de comercializar celulares no Brasil (e na América do Sul) a partir de 2019. No ano passado, a companhia anunciou o encerramento da fabricação de eletrônicos em território nacional e vendeu sua fábrica em Manaus – que foi adquirida pela brasileira Mondial.

A saída da gigante japonesa do país se deu por conta das condições do mercado internacional e tendências esperadas para o mercado brasileiro.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Quais os cuidados com os cães no verão?