Que tal viajar para o Uruguai e receber de volta até 22% dos impostos que pagar no país vizinho? [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

A Ministra de Turismo do Uruguai, Liliam Kechichian, anunciou a extensão até 31 de outubro de 2019 dos benefícios fiscais aos turistas não residentes em vigor até último 30 de abril.

A iniciativa foi descrita pela Ministra como “uma ferramenta de competitividade muito importante” e inclui serviços de gastronômicos e catering, bem como locação de veículos e imóveis por motivo turístico.

O benefício fiscal para os turistas não residentes seguirá com as mesmas características que manteve até à data. A iniciativa inclui a devolução de até 22% do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) para serviços de turismo prestados a pessoas físicas, desde que sejam pagos com dinheiro eletrônico, cartões de débito ou crédito.

Segundo Kechichian “esta tem sido uma ferramenta de competitividade muito importante”. “O equilíbrio entre a renúncia fiscal e o volume de atividade gerado (a medida) é benéfica para o país e colabora com um setor altamente dinâmico”, complementou o Ministro Interino de Economia do país, Pablo Ferreri.

Nos últimos 15 anos, o Uruguai, no turismo, multiplicou sua renda por 4 e aumentou de 1,8 milhão para 4 milhões (o número) de turistas. A visão e planos a longo prazo, que funcionam de forma sustentável, trouxeram ao país no primeiro trimestre 1,1 milhões de visitantes, semelhante ao de 2016, classificado como “normal e crescente”.

Para mais informações sobre o Uruguai, acesse o site.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Veja também
Pesquisa mostra que brasileiro costuma planejar viagem com pouco tempo de antecedência
Seis dicas do que fazer numa longa viagem dentro do avião
Uruguai: Vanguarda e estilo na rota do vinho