Home Cultura Uso excessivo de videogames pode causar lesões musculares

Uso excessivo de videogames pode causar lesões musculares

Ortopedista destaca cuidados que devem ser adotados na prática de jogos eletrônicos para preservar a saúde

Close up of attractive hipster with bristle and toothy grin, holding joy stick and playing videogames on tv at vacation, sits at home on the cozy couch, successful, he is winning at crazy car race

Jogar videogame, que antes poderia ser considerado apenas como lazer, ganha cada vez mais espaço na rotina dos brasileiros e, em muitos casos, se tornou até o ofício profissional. Na pandemia, os jogos eletrônicos se tornaram mais presentes e isso rendeu um aumento de 140% no mercado de games em 2020, conforme uma pesquisa realizada pela bandeira de cartões Visa.

Embora essa prática promova diversos benefícios, por outro lado, o excesso pode trazer complicações à saúde. De acordo com o ortopedista especialista em cirurgia do ombro e cotovelo e sócio, Dr. Layron Alves, o uso exagerado desses aparelhos pode gerar danos às estruturas ortopédicas, em função do esforço repetitivo demandados pelos games.

“Sabemos que jogos eletrônicos, que hoje já são considerados um esporte, podem ajudar a melhorar as habilidades cognitivas, aumentar a capacidade e velocidade de processamento, mas esse hábito deve ser feito com muita consciência, pois muitos exigem uma participação mais interativa, com movimentos repetitivos de mãos, ombros e cotovelos. Isso pode gerar lesões, como inflamações em músculos, ligamentos e tendões, por exemplo, a tendinite”, pontuou o ortopedista.

Outro risco que o Dr. Layron destaca é com relação ao sedentarismo. “Esse é o fator mais preocupante, pois pode trazer prejuízos sérios à saúde, já que é praticado por um tempo muito longo, e há pessoas que ficam diversas horas com esses aparelhos, provavelmente sem se exercitar. Além disso, existem erros de postura, é preciso evitar movimentos que elevem muito o ombro ou os direcionam para frente, deixando a coluna inclinada”, explicou.

Portanto, o ortopedista aponta que é necessário adotar alguns cuidados para preservar a saúde. “Além de não ficar muito tempo jogando, é fundamental fazer pausas de pelo menos 10 minutos a cada uma hora, se alongar constantemente e intercalar alguns momentos para se levantar, dar alguns passos e se afastar das telas dos games. E, sobretudo, se sentir algum desconforto persistente, procure ajuda médica para identificar o problema e iniciar o tratamento”, finalizou.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Mitos e verdades sobre o refrigerador side by side da Samsung, com três portas
Previous articlePara captar mais alunos e desburocratizar a matrícula, escolas investem em ferramentas digitais
Next articlePodcast – Pesquisa aponta que o brasileiro aderiu de vez às transações bancárias online