O Natal promete movimentar bastante o comércio eletrônico brasileiro no final de 2017. De acordo com a VTEX, as vendas nas lojas virtuais nesta data devem registrar um crescimento de 15% a 20% na comparação com o mesmo período de 2016. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

O crescimento ocorrerá graças à recuperação da economia nacional, que apresenta sinais de crescimento após dois anos de retração, segundo Alessandro Gil, Chief Experience Officer (CXO) da VTEX. O desempenho só não será melhor porque muitos consumidores aproveitaram as ofertas da Black Friday para adquirir produtos de maior valor agregado. Mesmo assim, o pagamento do 13º salário deve encorajar novos gastos em todos segmentos, sobretudo nos de eletroeletrônicos, brinquedos, roupas, acessórios, calçados, saúde, beleza e alimentos.

“Com a consolidação da Black Friday como uma das principais datas do varejo brasileiro, cada vez mais a tendência é que as pessoas deixem para fazer aquisições de maior valor agregado no Natal e prefiram dar ‘lembrancinhas”, explica Gil. “Por isso, o ticket médio deve ser menor do que em anos anteriores, chegando a R$ 210”.

Participação do mobile deve chegar a 20%
O crescimento do consumo via mobile é outra tendência para o Natal de 2017. De acordo com Alessandro Gil, 20% das compras no período devem ser realizadas por meio de tablets, smartphones e outros dispositivos móveis.

No Brasil, 136,6 milhões de pessoas acessam a internet por dispositivos móveis, correspondendo a uma penetração de 65%, segundo a pesquisa Digital in 2017: South America, da consultoria We Are Social.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Vendas de Natal devem crescer até 20% no e-commerce