… polícia palestina. Cinco dos feridos eram israelenses, um deles gravemente, de acordo com autoridades do país.

Os soldados israelenses”aparentemente utilizaram o Waze”, um aplicativo de GPS, localização e navegação, disse o ministro da Defesa, Moshe Yaalon. Mas o app deu alguma direção errada ou houve engano na entrada de coordenadas no sistema. O caso está sendo investigado e o erro só será conhecido após a conclusão dos inquéritos.

Após adentrar a zona palestina, o veículo foi atingido por pedras e garrafas incendiárias. O ataque foi revidado e uma verdadeira batalha campal, sem estratégia anteriormente estabelecida ou qualquer planejamento foi iniciada.

Trajeto perigoso
A empresa do Waze publicou nota dizendo que não houve mau funcionamento do app. Em entrevista ao serviços de notícias AFP, um porta-voz da empresa disse que os soldados israelenses desligaram a função que evita trajetos perigosos. Essa funcionalidade está ligada por padrão e, como estava em modo inoperante, leva a crer que foi desativada propositadamente, de acordo com a fonte.

O campo de Kalandia é como uma pequena vila com becos estreitos e ruas sinuosas. Isso deve ter dificultado fazer meia-volta e evitar o conflito. Cercado, o jipe israelense solicitou ajuda. A chegada de reforços só aumentou o conflito.

A região é explosiva. Está bem próxima do principal ponto de passagem de palestinos entre Jerusalém e Ramallah. O local, é severamente guardado por forças israelenses e é visto pelos palestinos como um símbolo da ocupação.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br