Lembram do Amyr Klink, famoso navegador que atravessou o oceano em um pequeno barco a remo? Pois bem, ele está em uma nova aventura! Que tal acompanhá-lo rumo ao vilarejo mais austral do mundo, em Puerto Toro, no extremo sul do Chile? [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

O portal EcoInforme anunciou o lançamento da viagem Pra Lá do Fim do Mundo, com naming right Honda, com largada no dia 7 de março.

O roteiro, cuidadosamente planejado por Amyr, pelo jornalista Joel Leite e equipe, inclui cidades turísticas e inóspitas, estradas dos mais variados tipos, além de curiosidades, gastronomia e personagens surpreendentes. “O conhecimento e o carinho de Amyr pela região despertaram um desafio que na verdade qualquer um pode vencer. Nosso objetivo é esse: mostrar que pra se aventurar em proporção um pouco mais ousada, só basta mesmo coragem e um carro que você pode confiar”, afirma o jornalista.

No total, serão 19 dias a bordo de dois modelos Honda WR-V e dois Honda HR-V, com equipe de filmagem, apoio e produção, passando por quatro países e mais de 7.500 km. “Trata-se de um roteiro icônico, que vai para o extremo da América do Sul, o povoado mais austral do mundo. A Patagônia é a região menos afetada por problemas climáticos e com pouca presença humana. Descobrimos como ir um pouquinho além do fim do mundo e vamos, durante 19 dias, até Puerto Toro, depois de Ushuaia, assimilando as transformações geográficas e de territórios. Será memorável”, diz Klink.

A viagem ‘Honda Pra Lá do Fim do Mundo’ ainda traz proposta sustentável, com a neutralização do carbono emitido durante os 7.500 quilômetros do trajeto. O selo e o certificado Carbon Free serão emitidos pela Iniciativa Verde, parceira do projeto, e atesta a execução e a contribuição para a mitigação do aquecimento global e a recuperação e conservação da Mata Atlântica.

No projeto de compensação das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) da viagem foram contabilizadas emissões de CO² na ordem de 8,16 toneladas. Para compensar este montante, cerca de 45 árvores serão plantadas na Mata Atlântica, no início da estação chuvosa, entre novembro e dezembro. Na parceria também está prevista a manutenção das mudas por dois anos, com eventual reposição se necessário. Vale acrescentar que, de acordo com a Iniciativa Verde, a quantidade de CO² sequestrada por uma árvore média é de 0,19 tonelada.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

 

Veja também
Salão Duas Rodas – O que a Honda mostra de novo
Viagem é a categoria com a melhor conversão no e-commerce brasileiro
Oportunidade! Dê a volta ao mundo de trem em 2018