A China é uma sociedade milenar, com uma cultura rica e diversa. Além da medicina e da filosofia, a arte chinesa destaca-se e possui reconhecimento internacional.

Uma das artes tradicionais chinesas é o feng shui, que usa forças energéticas para harmonizar os indivíduos e os espaços onde eles estão inseridos.

O feng shui pode estruturar a arquitetura em projetos de moradia e ajudar na escolha de artigos de decoração a partir dos campos magnéticos produzidos na maneira como os móveis e os objetos estão dispostos.

O termo “feng shui” refere às palavras “vento” e “água”, que são vistos na cultura chinesa como sinônimos de prosperidade, paz, saúde e felicidade.

Para essa arte, cada ambiente possui uma energia própria (“chi”), que pode ter o seu fluxo facilitado ou obstruído dependendo de como os móveis e os objetos estão dispostos.

Além do bem-estar, o feng shui privilegia o conforto e a organização, elementos fundamentais para promover ambientes energeticamente equilibrados. Fora as habitações, essa arte chinesa pode ser aplicada em outros contextos, como escritório, escolas e faculdades. Confira algumas dicas de como aplicá-la nos espaços por onde você transita.

Supérfluos
Antes de iniciar a organização de móveis e objetos, verifique o que é realmente necessário e doe o que é supérfluo. Além de atrapalhar a manutenção da organização de determinado espaço, o acúmulo de objetos não utilizados impede o fluxo de energia e ajuda a criar estagnação sobre a vida doméstica.

É importante verificar com regularidade o que ainda é usado dentro de casa, a fim de não acumular itens desnecessários. Arrumar a residência e doar o que não é mais utilizado ajuda a perceber o que realmente é importante. Para o feng shui, a regra de ouro é “menos é mais”.

Cores
Cada cor transmite energia para o ambiente, impactando as vivências que ocorrem nele. Enquanto o vermelho é uma cor mais enérgica, que costuma ser associada aos sentimentos, como a paixão e a ira, o azul transmite tranquilidade, serenidade e harmonia, enquanto o amarelo confere alegria e otimismo.

Por isso, pense com cuidado nas cores que estarão em cada ambiente, presentes em paredes, pisos, móveis e objetos decorativos. Se a sala pode trazer cores mais quentes, que estimulem atividades e conversas, os tons frios nos quartos ajudam a criar um ambiente com mais relaxamento, que ajuda a ter um sono reparador, enquanto o amarelo na cozinha dá energia para começar o dia já no café da manhã.

Móveis
A disposição dos móveis é fundamental para criar o equilíbrio energético nos espaços. Para o feng shui, o sofá deve estar virado para a porta de entrada, a fim de transmitir o símbolo de hospitalidade e acolhimento, com seu encosto próximo à parede, para conferir uma sensação de proteção a quem usá-lo.

Para as camas, a recomendação é não colocá-las diretamente de frente à porta, para conferir mais privacidade para quem tenta dormir. Na sala, vale colocar tapetes e mesas de centro com acabamento arredondado, já que o círculo é uma imagem harmônica, que remete ao sagrado.

Espelhos e janelas
O feng shui não recomenda a disposição de muitos espelhos,  já que estes podem obstruir o fluxo de energia. No quarto, não é recomendável ter nenhum espelho, pois ele pode dificultar o sono. Alguns espelhos podem ser colocados dentro de portas em armários ou um corredor.

Já as janelas devem existir em tamanhos grandes o suficiente para permitir uma boa incidência de luz solar, que traz benefícios, como a produção de vitamina D no organismo, a melhora do sono, a promoção da saúde da pele e dos olhos, além do alívio de dores.

É preciso cuidado com a localização das janelas na casa, já que, em frente a uma rua movimentada, elas podem ser a entrada de ruídos que perturbam a tranquilidade e o silêncio. Na hora de escolher as cortinas, privilegie aquelas de cor clara, para facilitar a entrada de luz natural.

Plantas e materiais
O feng shui recomenda a escolha de materiais naturais para a decoração da casa, como pedra e madeira, evitando o uso de plásticos. Quando feitos do mesmo material, pisos e janelas dão uma continuidade visual entre ambientes internos e externos da casa.

A presença de plantas e fontes de água são elementos importantes para trazer harmonia para os espaços, já que a água simboliza a prosperidade, pois nunca para de fluir. Segundo o feng shui, cada espécie de planta é capaz de transmitir uma energia diferente para os ambientes. Lembre-se de manter o arredor das plantas limpo, sem folhas secas, nutrindo-as com água e Sol.

Cuidar de plantas, desde flores até ervas, ajuda a construir uma conexão entre você e aquele espaço. Lavanda, lírio da paz, arruda e espada de São Jorge são algumas das espécies mais utilizadas pelos adeptos do feng shui, pois são conhecidas por tirar as energias negativas que podem circular nos espaços.