Android Go

​O Google anunciou ontem (7) a chegada ao Brasil dos primeiros smartphones com Android Go. O Android Oreo (Versão Go) foi anunciado em dezembro para avançar ainda mais na missão do Google de levar o poder da tecnologia para todos. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

Ele é uma versão do sistema operacional Android otimizada para smartphones de entrada (com memória RAM entre 512MB e 1GB). Os cinco aparelhos, lançados pelos fabricantes Alcatel, Multilaser e Positivo, estarão no mercado já nos próximos meses. O primeiro a chegar, em junho, será o Positivo Twist Metal S531. Nos meses seguintes, será a vez do Positivo Twist Mini S431, Alcatel 1, Multilaser MS50G e Multilaser MS50X.

Segundo números do IDC, apenas no ano passado, mais de 10 milhões de smartphones com até 1GB de memória RAM foram vendidos no Brasil. “Para muitas pessoas, esses smartphones são a primeira e única forma de acesso à internet. Com o Android Go, nosso objetivo é tornar a tecnologia mais acessível a uma enorme parcela da população por meio de dispositivos que oferecem uma excelente primeira experiência de navegação e de uso de aplicativos”, diz Flavio Ferreira, diretor de parcerias de Android para a América Latina.

Para garantir uma experiência aprimorada, três importantes componentes foram otimizados no Android Go: o sistema operacional, os aplicativos do Google e o Play Store.

Sistema operacional
O Android Oreo (Versão Go) foi construído com o objetivo de trazer mais rapidez e fluidez para os dispositivos de entrada. O resultado disso é que, em média, os aplicativos iniciam 15% mais rápido em dispositivos com Android Go.

Contando o espaço usado pelo sistema operacional e aplicativos pré-instalados, é comum que os dispositivos de entrada tenham muito pouco espaço de armazenamento disponível para o usuário. Isso pode ser frustrante para pessoas que querem mais espaço para suas músicas, aplicativos e fotos.

Por isso, o Google trabalhou para tornar o seu sistema operacional o mais compacto possível e também otimizou seus aplicativos pré-instalados para ocupar 50% menos espaço no Android Go. O resultado disso é que os donos desses aparelhos terão o dobro da quantidade de  armazenamento disponível.

Os telefones com Android Go também vêm com os recursos de economia de dados do Google ativados por padrão, o que dá mais controle para o usuário sobre o uso dos seus dados. Os dispositivos também vêm com os mesmos recursos de segurança do Android Oreo: todos eles trazem o Google Play Protect, uma proteção contra malware integrada que funciona para manter os seus dados seguros.

Aplicativos do Google
Os telefones com sistema operacional Android Go também trazem um conjunto de aplicativos do Google criados para usar menos espaço de memória e armazenamento, mas que ainda oferecem excelentes experiências. Por exemplo, o Google Go foi criado especificamente para ajudar os novos usuários de smartphones a encontrar as informações desejadas e o YouTube Go é otimizado para conectividade limitada.

O Google ainda anunciou que o Google Assistente para Android Oreo (Versão Go) agora está disponível em português brasileiro. Esta é uma versão especial do Google Assistente customizada para esse tipo de smartphone e permite que as pessoas enviem mensagens rapidamente, façam chamadas, definam alarmes e muito mais com sua voz e um único toque na tela.

Google Play Store
No Play Store dos telefones com Android Go, é possível fazer o download de qualquer aplicativo, mas a loja também conta com recomendações de apps que são otimizados para funcionar bem em dispositivos com até 1GB de memória RAM. Por meio do programa “Construindo para Bilhões”, do Google, cada vez mais aplicativos são criados ou otimizados para funcionar bem em dispositivos de entrada, para levar novas experiências para bilhões de novos usuários de smartphones.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Google anuncia primeiros smartphones com Android Go no Brasil

 

Veja também
Intel, Google e Volvo anunciam nova geração do sistema operacional Android para carros
Google está de olho no próximo bilhão de usuários da internet
Google colocará em operação cabo submarino de dados próprio em 2019