NOVIDADES

McLaren faz testes finais em novo supercarro híbrido de alto desempenho

McLaren faz testes finais em novo supercarro híbrido de alto desempenho

by 30 de outubro de 2020 0 comments

Destaques

Primeiro carro híbrido de produção em série da McLaren terá novo motor V6 a gasolina e modo de condução EV puro

Nova McLaren Carbon Lightweight Architecture (MCLA) é pioneira em uma nova era para o projeto flexível avançado de chassi da McLaren

Trem de força híbrido de alto desempenho e agilidade aprimorada para corrida garantem o desempenho que é marca registrada da McLaren na pista

Designação Sports Series da McLaren chega ao fim neste ano ao ser completada a produção do exclusivo 620R, feito em edição limitada

O primeiro supercarro High-Performance Hybrid (HPH, híbrido de alto desempenho) de produção em série da McLaren Automotive entrou nos estágios finais de seus programas de desenvolvimento e testes, que incluem rodagem em vias públicas.

Com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2021, o novo supercarro, denominado internamente como “P16” em sua fase de projeto, abrirá uma nova era de eletrificação e estará posicionado, na linha McLaren, entre o McLaren GT e a atual Super Series. A McLaren São Paulo, importadora oficial da marca, trabalha para ter o modelo à venda no Brasil poucas semanas depois do lançamento oficial no exterior.

“Estamos acompanhando atentamente o desenvolvimento deste carro. Por seu desempenho e estilo, temos certeza de que ele terá tudo para fazer muito sucesso no mercado brasileiro. Por ser o primeiro McLaren híbrido a chegar ao Brasil sob importação oficial da McLaren São Paulo, estamos preparando e treinando nossas equipes de vendas, comunicação e pós vendas para oferecer um serviço de excelência aos nossos clientes”, destaca Bruno Bonifacio, General Manager da McLaren São Paulo.

O novo supercarro será o primeiro McLaren construído em uma nova estrutura de fibra de carbono, batizada de McLaren Carbon Lightweight Architecture (MCLA, Arquitetura de Carbono de Baixo Peso McLaren). Otimizada para motorizações híbridas de alto desempenho e tecnologias de propulsão de última geração, a arquitetura eleva as tecnologias pioneiras de chassis leves da McLaren a novos patamares, explorando a vantagem da empresa em engenharia superleve – um benefício que tem suas raízes nas origens da marca em competições.

Projetada, desenvolvida e produzida no Reino Unido no moderno McLaren Composites Technology Center (MCTC, Centro de Tecnologia de Compostos da McLaren) de £50 milhões na região de Sheffield, a estrutura totalmente nova e adaptável apoiará a próxima geração de supercarros híbridos da McLaren que chegará ao mercado no próximos anos.

O motor Hybrid de alto desempenho, que apresenta um motor de combustão interna V6 totalmente novo, oferece níveis surpreendentes de desempenho e uma experiência de pilotagem excepcionalmente intensa, além de fornecer capacidade de propulsão totalmente elétrica de médio alcance.

“Este supercarro totalmente novo da McLaren é a destilação de tudo o que fizemos até agora; tudo o que aprendemos e alcançamos”, comenta Mike Flewitt, CEO da McLaren Automotive. “Este é um novo tipo de McLaren para uma nova era, um carro extraordinário carro que oferece desempenho incrível, bem como uma gama totalmente elétrica capaz de cobrir a maioria das viagens urbanas. Vemos este novo McLaren como um verdadeiro supercarro de ‘próxima geração’ e mal podemos esperar para mostrá-lo aos clientes.”, afirma o executivo.

O supercarro de “próxima geração” totalmente novo da McLaren utiliza toda a experiência tecnológica para projetar, desenvolver e construir os hipercarros e supercarros superleves mais inovadores e desejáveis do mundo.

“Para nós, a tecnologia híbrida e o baixo peso caminham lado a lado para obter um melhor desempenho e também veículos mais eficientes”, explica Flewitt. “Nossa experiência em compósitos leves e fabricação de fibra de carbono, combinada com nossa experiência em tecnologias de bateria de ponta e sistemas de propulsão híbridos de alto desempenho, nos coloca em uma posição ideal para fornecer níveis de direção eletrificada de alto desempenho que até agora eram simplesmente inatingíveis .”

O novo supercarro híbrido ficará entre o GT e o 720S na linha da McLaren e sua introdução fortalecerá ainda mais a presença da empresa no segmento de supercarros. A designação Sports Series, introduzida em 2015 com o lançamento do 570S, cessa no fim deste ano com a produção da última unidade do 620R de tiragem limitada inspirado no GT4.

40 anos de evolução
Em 1981 ela introduziu o chassis de fibra de carbono leves e fortes na Fórmula 1 com o McLaren MP4/1.

Em 1993, projetou e construiu o carro de rua McLaren F1 – a empresa não construiu carros sem chassi de fibra de carbono desde então. Como parte da Ultimate Series, a McLaren foi a primeira a entregar um hipercarro híbrido, o McLaren P1.

Em 2018, a empresa lançou seu novo McLaren Composites Technology Center de £ 50 milhões na região de Sheffield, no norte da Inglaterra, que vai inovar e produzir a próxima geração totalmente nova de arquitetura de fibra de carbono de baixo peso.

Em 2019, a McLaren lançou o 600LT Spider, bem como o novo GT, o Senna GTR somente de pista e revelou o 620R e o McLaren Elva.

Para apoiar o desenvolvimento, a engenharia e a fabricação de sua linha de supercarros inovadores, a McLaren Automotive faz parceria com empresas líderes mundiais para fornecer conhecimento especializado, tecnologia e soluções. Isso inclui AkzoNobel, Ashurst, Dell Technologies, Pirelli, Richard Mille e Tumi.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.