Fazer fortuna é um sonho de qualquer empreendedor no ramo da tecnologia. Nem sempre isso dá certo no seu próprio país e muitos acreditam que o segredo do sucesso é ir tentar a sorte no Vale do Silício, nos Estados Unidos. Mas esse começo de sucesso pode ter outros locais para começar, segundo o ranking dos 100 Mais Ricos da Tecnologia da revista Forbes americana. Um terço dessa elite, 33 membros, vieram da Ásia, na lista de 2016.

A China lidera as indicações com 19 nomes. Mais três são de Honk Kong, província administrativa chinesa independente. Com isso ocupa a segunda posição na lista, atrás apenas dos Estados Unidos, com 51 nomes. A Coréia do Sul aparece com três titãs da tecnologia, mesmo número que o Japão. Taiwan surge com dois.

O destaque na Forbes é Jack Ma, que comanda o superpoderoso site de comércio Alibaba e o site de serviços financeiros Ant. A fortuna do executivo cresceu US$ 2,6 bilhões em um ano, o que o torna um dos mais ricos no geral do setor de tecnologia, com total de US$ 25,8 bi. Ma é também um dos mais bem-sucedidos empreendedores dos últimos anos.

Ma Huateng, CEO da empresa de mídia e internet Tencent é outro que mostra força para crescer a própria riqueza. Ele é o homem por trás de alguns sucessos no setor, como o app de mensagens QQ e o de bate papo concorrente do Whatsapp, o WeChat. Ele acrescentou US$ 4,1 bi a sua fortuna no ano passado. Tem no total US$ 22 bi. O japonés Masayoshi Son, da Softbank é o terceiro com US$ 17 bi.

Novatos
A lista da Forbes traz novos nomes em 2016. O CEO Wang Xing, do site Meituan, no estilo do Groupon, é o mais bem posicionado dos novatos. Sua fortuna é estimada em US$ 3,5 bilhões, muito disso fruto da fusão com o site Dianping.com. A Meituan-Dianping- é a maior empresa de comércio on-line-to-off-line na China.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br