Um mês após o início das vendas do Pocophone F1 e do Redmi Note 6 Pro, a Xiaomi anuncia a homologação dos modelos Redmi 7 e Redmi Note 7 para comercialização no Brasil. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

A movimentação faz parte da estratégia da companhia, quarta maior fabricante de smartphones no mundo, de aproximar a marca do consumidor brasileiro.

Conheça mais dos dois novos aparelhos que em breve estarão nas lojas:

Redmi Note 7
O modelo Redmi Note 7 (disponível nas cores Space Black e Neptune Blue) se destaca pelas câmeras traseiras de 48MP com abertura f/1.8 e 5MP com abertura f/2.4, que garantem uma verdadeira experiência tecnológica com inteligência artificial. A câmera selfie de 13MP com abertura f/2.2 também possui inteligência artificial, que otimiza e balanceia as cores automaticamente, durante a captura.

O processador é o conhecido Qualcomm Snapdragon 660, com bom desempenho geral. A bateria de 4.000 mAh está dentro da média do mercado, e segundo o fabricante é capaz de suportar um dia inteiro longe da tomada.

A interface MIUI, desenvolvida pela marca para utilização em smartphones, é leve e sua aplicação é voltada a recursos para identificação de gestos, inteligência artificial e melhorias no desempenho da câmera. Claro, para podermos falar mais a respeito precisamos testá-lo! (Estamos aguardando, Xiaomi! :P)

Redmi 7
O modelo vem com processador um pouco mais simples, o Snapdragon 632, mas que garante uma boa experiência de uso. Ele está disponível nas cores Eclipse Black e Comet Blue, e também vem com bateria de 4.000 mAh.

Ele conta ainda com câmera traseira de 12MP com abertura de f/2.2, além de inteligência artificial, que otimiza as imagens e identifica 27 cenas diferentes em tempo real com luz de fundo equilibrada. Para a produção da selfies, a câmera frontal de 8MP com abertura f/2.0 traz a função obturador de palma, que dispara a foto com apenas um gesto na direção da lente, bem como função de desbloqueio facial, que garante maior segurança ao usuário.

Distribuição
A DL segue como a distribuidora oficial da Xiaomi, disponibilizando o suporte de pós-venda dos produtos, que oferece suporte técnico especializado, garantia válida em todo o Brasil e emissão de nota fiscal.

Os eletrônicos chineses estão em alta, segundo levantamento feito pelo site de pesquisas Zoom.com. Segundo dados da empresa, houve crescimento de 253% no número de pesquisas sobre a Xiaomi, somente no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Veja também
Rumor: Xiaomi pode retornar ao Brasil
Brasileiro ex-Xiaomi é novo chefe da realidade virtual do Facebook
Samsung apresenta Galaxy M no Brasil