A AMD apresentou sua próxima geração de processadores Ryzen, os Ryzen 3000, construídos em litografia de 7 nanômetros e baseados na microarquitetura Zen 2. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

A empresa mostrou em detalhes três novos modelos: o Ryzen 7 3700X (comparado ao Intel Core i7-9700K durante a apresentação), o Ryzen 7 3800X  e o Ryzen 9 3900X.

Junto com os novos processadores da série 3000, também foi introduzido o chipset X570, que irá equipar as primeiras placas compatíveis com o PCIe 4.0, barramento com quantidade de até 40 linhas PCI-Express. Isso significa maior comunicação entre as placas, e desempenho superior.

No duelo com a empresa rival, o Intel Core i7-9700K versus Ryzen 7 3700X, há uma vantagem de 33% para o processador AMD executando o CineBench, um teste de uso intensivo de múltiplos threads. No duelo Ryzen 7 3800X versus Core i9-9900K, a AMD afirma que ambos os processadores entregam um nível semelhante de desempenho.

AMD anuncia sua próxima geração de processadores Ryzen

Novos processadores, mesmo soquete
Apesar de novas placas-mãe que devem chegar ao mercado, o soquete segue sendo o padrão da AMD, o AM4, usado desde o lançamento dos primeiros modelos de processadores Ryzen.

Teoricamente todas as placas lançadas com este soquete podem receber suporte aos novos processadores, porém começam a aparecer sinais de que algumas fabricantes podem não atualizar a BIOS em alguns modelos devido algumas limitações técnicas.

E o grande destaque do anúncio foi o Ryzen 9 3900X. Confirmando as informações anteriores, a AMD foi capaz de adicionar mais estruturas ao chip Ryzen para o mercado mainstream, e o resultado é o primeiro processador do segmento com um total de 12 núcleos, operando com clock base de 3.8GHz e chegando a até 4.6GHz em boost.

Isso foi viável graças ao tamanho menor dos componentes, viabilizando incluir mais um die e assim crescer a contagem de núcleos.

No confronto direto com a Intel, o Ryzen 9 foi capaz de entregar desempenho superior: uma renderização do Blender em 32 segundos versus 38 segundos necessários para o Core i9-9920X, um modelo também equipado com 12 núcleos e 24 threads. Essa aplicação é utilizada para medir a performance de CPU.

Preços e disponibilidade
Os processadores Ryzen chegam ao mercado global no dia 7 de julho e com preços bem competitivos, sendo o mais caro (R9 3900X) saindo por US$ 499.

A AMD mostrou também dois modelos intermediários, o Ryzen 5 3600X e o Ryzen 5 3600, ambos com 6 núcleos e 12 threads. Eles chegam por US$ 249 e US$ 199 respectivamente.

 

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
AMD anuncia sua próxima geração de processadores Ryzen

Veja também
Microsoft desativa atualizações do Windows 7 / 8.1 para os novos processadores AMD Ryzen e Intel Kaby Lake
HyperX amplia linha de memórias DDR4 Predator com módulos de alta velocidade
Monte um PC Gamer com essas 10 dicas essenciais