Home NOTÍCIAS Aulas online: 5 dicas para cuidar da saúde ocular das crianças

Aulas online: 5 dicas para cuidar da saúde ocular das crianças

Fazer intervalos e ajustar o brilho do monitor são algumas dicas de oftalmologistas

Ian tem 8 anos e descobriu que precisava de óculos para leitura recentemente. Para sua mãe, Gisele Pinna, antes da alfabetização não era possível notar a necessidade, mas com o processo de aprendizado das letras, ficou claro que o menino “via tudo embaçado”, como ele mesmo comenta. Ele é no 2º ano do Ensino Fundamental.

Gisele, que é professora universitária e também passa muitas horas em frente às telas desde o começo da pandemia, sabe que os olhos podem sofrer se não houver os devidos cuidados. “Com o começo da alfabetização do Ian no ano passado, mesmo nas aulas remotas, ficou claro identificar que ele precisava de lentes corretivas. As professoras nos ajudaram nesse processo e hoje, com os óculos, ele consegue prestar mais atenção nas aulas”, explica.

O oftalmologista do Hospital Marcelino Champagnat, Marco Túlio orienta que o apesar de não podermos escapar da telas, há como buscar o equilíbrio. O primeiro passo é estabelecer a rotina de criar intervalos: 10 minutos de alguma outra atividade para cada hora de aulas on-line, por exemplo, já ajuda a descansar a visão.

Escolhendo o modelo de óculos na ótica
Veja dicas do especialista de como evitar problemas de visão nas aulas on-line:

– Cuide com o brilho da tela: é aconselhável reduzir o brilho da tela de laptops ou tablets para reduzir o cansaço visual. Além disso, é possível aumentar o contraste para uma melhor visualização. Esses ajustes podem ser feitos por meio das configurações do dispositivo.

– Regule a luz do ambiente: além de ajustar o brilho da tela, também é importante se certificar de que a iluminação é adequada para estudos on-line. A iluminação adequada reduz o brilho e torna mais fácil e confortável olhar para a tela.

– Piscar constantemente: o olho seco é causado por quem fica muito tempo na frente de telas em atividades que exigem concentração. “As pessoas esquecem de piscar e o filme lacrimal, uma fina camada de lágrima que unta a superfície ocular, fica desestabilizada. Com isso, se desenvolve o olho seco”, explica o oftalmologista. Então, quando estiver em frente às telas, é essencial lembrar de piscar. Para quando a questão se agrava, é aconselhável usar colírio de lágrima artificial, um hidratante ocular com composição semelhante ao da lágrima.

– Faça intervalos: é melhor não olhar para a tela continuamente. Mesmo quando não é possível fazer uma pausa para outra atividade – como no meio de uma aula, por exemplo, é possível fixar o olhar em outro lugar por apenas 10 a 20 segundos para reduzir o cansaço visual.

– Lentes podem ajudar: outro fator importante é que equipamentos eletrônicos têm um comprimento de onda, conhecida como luz azul, que é nociva para a visão. “Para prevenir problemas, é recomendável o uso de lentes antirreflexo blue, que filtra esse comprimento de onda”, sugere o oftalmologista.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Quais os cuidados com os cães no verão?
Previous articleXVIII Seminário Internacional CPC debaterá Demonstrações Financeiras Primárias
Next articlePets podem comer ovos?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.