Home Cultura Black Friday chegando: Cinco maneiras de identificar um golpe de compras online

Black Friday chegando: Cinco maneiras de identificar um golpe de compras online

Muito cuidado com as ofertas absurdas nessa época do ano

Black Friday


Black Friday chegando, e os consumidores estão loucos pelas ofertas que deverão aparecer em muitos sites. Porém, nem todas elas são reais, e sim são fraudes. Segundo Paula Xavier, Head Consumer Online LATAM da McAfee, a chance de você cair em um golpe destes é enorme, e existem algumas maneiras de evitá-las.

Com isso, separamos cinco dicas para proteção dessas situações. Confira:

Anexos de e-mail que fingem ser de varejistas e remetentes legítimos
Um esquema comum usado por hackers é a introdução de malware por meio de anexos de e-mail e, durante a temporada de liquidações de final de ano, eles costumam enviar malware sob o pretexto de oferecer e-mails e notificações de envio.

Saiba que varejistas e empresas de transporte não enviarão coisas como ofertas, códigos promocionais e números de rastreamento em anexos. Em vez disso, eles chamarão claramente essas coisas no corpo de um e-mail.

Trapaça Typosquat
Um movimento clássico do golpista é “typosquat”, ou seja, endereços de e-mail e URLs falsos que parecem terrivelmente próximos a endereços legítimos de empresas e varejistas legítimos. Eles costumam aparecer em e-mails de phishing e, em vez de direcioná-lo a um grande negócio, podem, na verdade, vinculá-lo a sites de golpes que podem retirar suas credenciais de login, informações de pagamento ou até mesmo fundos, caso você tente fazer um pedido por meio deles. Você pode evitar esses sites acessando o site do varejista diretamente.

Seja cético em relação a qualquer link que você receber por e-mail, texto ou mensagem direta – é melhor ir até o site digitando manualmente o endereço legítimo e procurar a oferta lá.

Ofertas e sites copiados
Um truque relacionado a golpistas que também usa táticas de typosquatting é configurar sites que parecem que poderiam ser administrados por um varejista ou marca confiável, mas não são. Esses sites podem apregoar uma oferta especial, uma grande oferta sobre um item importante do feriado ou outros enfeites, mas esses sites são mais uma forma de os cibercriminosos coletarem informações pessoais e financeiras.

Uma maneira comum de esses sites se espalharem é por meio da mídia social, e-mail e outras plataformas de mensagens. Mais uma vez, uma URL “próxima da verdadeira” é um sinal revelador de um imitador, portanto, visite os varejistas diretamente. Além disso, um software de proteção on-line abrangente pode impedir que seu navegador carregue sites suspeitos e avisá-lo sobre sites suspeitos em seus resultados de pesquisa.

Aplicativos de compras falsificados
Embora o melhor deles possa parecer praticamente profissional e ser difícil de detectar, uma maneira de evitar aplicativos de compras falsificados é ir até a fonte. Acesse o site do varejista no navegador do seu celular e procure um link para o aplicativo no site dele. Da mesma forma, atenha-se às lojas de aplicativos legítimas, como Google Play e App Store da Apple, que possuem medidas para evitar que aplicativos maliciosos apareçam em suas lojas.

No entanto, alguns podem passar despercebidos antes de serem detectados, portanto, procure o nome do editor na descrição e verifique se ele é legítimo. Em um aplicativo falso, o nome pode ser parecido com o varejista que você está procurando, mas não é bem isso. Outros sinais de uma falsificação incluem erros de digitação, gramática ruim e design que parece um pouco errado.

A oferta “boa demais para ser verdade”
Os golpistas adoram esta época do ano. Durante as férias, eles aproveitarão a escassez de produto e a pressão que o consumidor sofre em suas ofertas e mensagens. Se o preço, a disponibilidade ou o tempo de entrega parecerem bons demais para ser verdade, pode ser uma fraude criada para coletar suas informações pessoais e contas.

Tenha cuidado aqui antes de clicar. Se você não tiver certeza sobre um produto ou varejista, leia as avaliações de sites confiáveis ​​para ajudar a ver se ele é legítimo.

Black Friday chegando: Cinco maneiras de identificar um golpe de compras online
Paula Xavier

Outras dicas para fazer compras online a qualquer momento

Além de detectar fraudes, há várias coisas que o consumidor pode fazer para se manter mais seguro enquanto faz compras nesta época do ano. Na verdade, segundo Paula, eles também podem mantê-lo seguro quando você faz compras durante todo o ano. Confira:

Procure o ícone de cadeado
Este é um ótimo para começar. Sites seguros começam seus endereços com “https”, não apenas “http”. Esse “s” extra significa “seguro”, o que significa que ele usa um protocolo seguro para transmitir informações confidenciais, como senhas, números de cartão de crédito e similares pela Internet. Frequentemente ele aparece como um pequeno ícone de cadeado na barra de endereço do seu navegador, portanto, verifique-o novamente.

Se você não perceber que é seguro, é melhor evitar fazer compras nesse site.

Use proteção enquanto faz compras
Usar um pacote completo de software de proteção online pode oferecer camadas de proteção extra ao consumidor enquanto este faz compras, como proteção para navegador da web e um gerenciador de senhas. A proteção do navegador pode bloquear links maliciosos e suspeitos que podem levar você a um malware ou golpe financeiro. Um gerenciador de senhas pode criar senhas fortes e exclusivas e também armazená-las com segurança, tornando muito mais difícil para os hackers comprometerem suas contas.

A proteção contra roubo de identidade leva sua segurança um passo adiante, ajudando você a proteger sua identidade online e restaurá-la, caso alguma de suas informações pessoais seja encontrada em mãos erradas.

Use a autenticação de dois fatores em suas contas
A autenticação de dois fatores é uma camada extra de defesa além de seu nome de usuário e senha. Ele adiciona o uso de um código especial de uso único para acessar sua conta, geralmente enviado a você por e-mail ou para seu telefone por mensagem de texto ou chamada telefônica. Ao todo, ele combina algo que você conhece, como sua senha, com algo que você possui, como seu smartphone.

Juntos, isso torna mais difícil para um bandido hackear sua conta. Se alguma de suas contas oferecer suporte à autenticação de dois fatores, os poucos segundos extras necessários para configurar valem o grande impulso em proteção que você obterá.

Use uma VPN se estiver comprando em uma rede Wi-Fi pública
O Wi-Fi público em cafeterias e outros locais públicos pode expor sua navegação privada a olhos curiosos porque essas redes estão abertas a todos. Usar uma rede privada virtual (VPN) criptografa sua navegação, compras e outro tráfego de Internet, tornando-o seguro contra tentativas de interceptar seus dados em Wi-Fi público e coleta de informações como suas senhas e números de cartão de crédito.

Fique de olho em sua identidade e relatórios de crédito
Com todas as senhas e contas que mantemos, isso é importante. A verificação do seu crédito revelará quaisquer inconsistências ou instâncias definitivas de fraude. A partir daí você pode tomar medidas para corrigir quaisquer erros ou cobranças incorretas que encontrar.

Por isso, antes de fazer compras online este ano, respire fundo antes de mergulhar de cabeça. Verifique novamente as ofertas que podem parecer boas demais para ser verdade. Observe atentamente esses links. E absolutamente não clique nos anexos que parecem avisos de remessa ou ofertas de cupons. “Os hackers esperam que você tenha um pouco de pressa nesta época do ano. Reservar um momento extra para detectar seus truques pode ajudar muito a manter você e suas finanças seguras”, finaliza a executiva.

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Mitos e verdades sobre o refrigerador side by side da Samsung, com três portas
Previous articleMês de novembro tem atrações e roteiros especiais no sul de Minas
Next articleAtrações naturais e compras aquecem turismo em Foz do Iguaçu