Home Tech Digital Empréstimo sem banco: PMEs conseguem crédito com menos burocracia e mais vantagens...

Empréstimo sem banco: PMEs conseguem crédito com menos burocracia e mais vantagens em plataforma digital

Modalidade de financiamento conhecida como peer-to-peer lending (P2P) ou empréstimo coletivo é opção segura para empreendedores que buscam financiamento para seu negócio

Micro e pequenas empresas geraram, de janeiro a setembro deste ano, mais de 380 mil novos empregos, segundo dados do Sebrae/Caged. Para crescer cada vez mais, as PMEs buscam…[read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

…empréstimos, porém, nos bancos tradicionais, este ainda é um processo muito burocrático e de alto custo.

Uma opção para as PMEs é optar por operações de crédito mais simples e baratas em relação às taxas de juros. Famosa nos EUA e Europa, a modalidade peer-to- peer lending (P2P) ou empréstimo coletivo vem se destacando no Brasil por facilitar este processo, conectando investidores e PMEs.

Um exemplo é Nexoos – fintech que conecta pequenas e médias empresas que necessitam de empréstimos a potenciais investidores – e que consegue oferecer os financiamentos a uma taxa de juros mais baixa, com menos burocracia que os bancos tradicionais. O processo é 100% digital e além de menos burocrático, as taxas de juros também são menores, podendo chegar a 70% menos.

Como funciona para as PMEs?
A seleção das empresas é criteriosa, mas a análise de crédito é totalmente diferente das praticadas pelas instituições financeiras tradicionais: digital e 90% automática, com o uso de inteligência artificial. São avaliados dados sobre o potencial do negócio, como consultas automatizadas aos bureaus de crédito, pré-análise automática e até avaliações de redes sociais.

“Geralmente as pessoas costumam associar os empréstimos a dívidas e por isso, ele costuma ter um caráter negativo. Mas empréstimos não necessariamente são feitos em um momento delicado da empresa. Eles são uma oportunidade para crescimento e investimentos”, explica Daniel Gomes, CEO da Nexoos, fintech pioneira na modalidade no país.

O executivo destaca ainda, a importância da transparência do processo: “a empresa precisa detalhar o uso que fará do dinheiro arrecadado (para que o investidor decida ou não financiar esta ideia) e o empreendedor também precisa saber qual o custo total do empréstimo, já com as taxas aplicadas”.

Com dois anos de operação, a fintech já financiou mais de 180 empresas e realizou mais de R$ 22 milhões em operações de crédito para PMEs.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Empréstimo sem banco: PMEs conseguem crédito com menos burocracia e mais vantagens em plataforma digital

 

Previous articleVMware tem novo presidente no Brasil
Next articleArte na Europa: hotéis cinco-estrelas têm acervos impressionantes