NOVIDADES

Infraestrutura acumula dívida de R$ 630 milhões em MT


by 27 de janeiro de 2015 0 comments

A Secretaria de Infraestrutura e Logística do Mato Grosso (Sinfra) acumula dívidas na ordem de R$ 630 milhões. Segundo a atual gestão, o montante é oriundo e contratos e convênios que não foram “honrados” pela gestão anterior.

As dívidas com fornecedores somam R$ 330 milhões, pequenas empresas que, de acordo com o atual titular da pasta, Marcelo Duarte, foram contratadas para “construir pontes de madeira. Os pagamentos dos contratos venceram no dia 31 de dezembro do ano passado.

Os R$ 300 milhões restantes referem-se a dívidas de convênios descumpridos. Os valores acumulados foram revelados durante encontro com prefeitos na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em Cuiabá. Há uma semana, o governador Pedro Taques recebeu prefeitos de Alto da Boa Vista, Campo Verde e de Araguaiana que solicitaram reparos em estradas e pontes deterioradas.

De acordo com o secretário Marcelo Duarte, a operação Tapa Buracos será mantida para reduzir os transtornos em estradas estaduais. Duarte afirma que a antiga administração deixou de fazer a manutenção rotineira das vias, o que agravou ainda mais o quadro de deterioração. Ao todo, 141 municípios devem participar da operação emergencial. Os municípios serão responsáveis pelas obras e o Estado vai ceder massa asfáltica e óleo diesel. “Se ainda tivéssemos as estradas prontas e boas e tivéssemos que nos preocupar só com as dívidas, a situação seria outra. Mas, além da dívida, as estradas estão sem condições de trafegabilidade”, admitiu Duarte.

A estimativa de gasto com a operação Tapa Buracos, manutenção de rodovias sem asfalto e pontes de madeira é de R$ 62 milhões. Estima-se que Mato Grosso tenha cerca de 4 mil pontes de madeira que, segundo o governo, serão substituídas gradativamente.

O mapeamento das pontes de madeira teve início na Rodovia Transpantaneira, que dá acesso ao Pantanal Mato-grossense a partir de Poconé. Engenheiros vão analisar e fotografar as pontes com a finalidade de identificar quais estruturas precisam de reparos ou até substituição por conta da ação do tempo. A região tem 122 pontes de madeira, das quais 44 já estão com obras licitadas e contratadas, sendo 13 para a construção de pontes de concreto pré-moldado e outras 31 em ação e concreto protendido.

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.