Por Douglas Gama *

Com muitas pessoas trabalhando em home office tornou-se uma prática comum a aposta em  pequenas e até grandes reformas residenciais. Mas antes de iniciar qualquer projeto, é essencial ter em mente algumas dicas valiosas que ajudam na hora de decidir qual o melhor acabamento, os itens elétricos indispensáveis, e questões relacionadas à segurança. Pois vamos lá para algumas dicas: 

Tomadas e interruptores
Muitos consideram as tomadas e os interruptores como itens de acabamento, e deixam para escolher os produtos no final da obra. Mas, na verdade, eles devem ser pensados desde o projeto, e eu lhes digo o porquê. 

Quando o arquiteto está desenhando e desenvolvendo os ambientes, para que possa fazer a sugestão das soluções mais aderentes ao cenário, é preciso analisar previamente quais os produtos e equipamentos essenciais, ou seja,  tomadas, interruptores, variadores de velocidade, sensores de presença, para dar suporte à elaboração adequada do projeto elétrico. 

Esses objetos precisam ser pensados na hora do projeto, para ter melhor direcionamento, tanto da função quanto, obviamente, para trazer um fluxo mais preciso para quem for desenvolver todo o projeto elétrico do ambiente. Por essa razão, é interessante saber de antemão quais são as funções e aplicações às quais os dispositivos serão submetidos, para que o projeto estrutural da parte elétrica, com todos os interruptores, tomadas e funções adicionais, seja bem dimensionado. 

Visual atrativo
Assim, quando se fala de aplicações, é interessante reforçar que causam grande impacto no aspecto visual, ou seja, agregam elementos à parte estética, pois incorporam sinergia decorativa ao ambiente. Então, as aplicações também devem ser levadas em conta na hora do projeto, principalmente porque o arquiteto faz todo esse desenvolvimento voltado tanto para a usabilidade quanto para a questão estética, a fim de valorizar a harmonia do conjunto como um todo. 

Segurança é imprescindível 
Para além da questão visual, temos de atentar à segurança. Os cuidados são mais do que recomendados, uma vez que estamos falando de produtos que estão conectados à rede elétrica. Ou seja, é importante considerar produtos que sejam certificados, que possuam o padrão ISO de qualidade. O primeiro ponto é  buscar marcas que sejam reconhecidas, com certificados, uma vez que esses produtos serão usados para uma instalação elétrica. 

Dessa forma, uma escolha ruim poderia expor sua família a riscos, como risco elétrico, risco de incêndio. O segundo ponto é adequar as funções de acordo com o dimensionamento do projeto elétrico, ou seja, é preciso conversar com o arquiteto sobre essa questão. Por fim, a terceira parte é acertar a combinação, a harmonia e a sinergia com o projeto, para agregar valor ao ambiente. 

* Douglas Gama é gerente de Produtos na Steck Indústria Elétrica 

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

Quais os cuidados com os cães no verão?