NOVIDADES

Conheça Molise, região desconhecida da Itália

Conheça Molise, região desconhecida da Itália

by 11 de novembro de 2020 0 comments

Quando a pandemia passar e tivermos segurança para realizar viagens, separe um tempo para vislumbrar as maravilhas dessa região, que merece ser visitada.

Molise está situado no centro-sul da Itália e fica entre a cordilheira dos Apeninos e o Mar Adriático. Natureza, história, arte, tradições ancestrais e boa comida são os tesouros desta região ainda em grande parte desconhecida. Visitando Molise, fica-se com aquela sensação de descoberta, a começar pelo seu traçado predominantemente montanhoso e acidentado, marcado pelos característicos tratturi, os caminhos históricos de migração sazonal de pessoas e gado que unem as pastagens de Abruzzo às da Apúlia.

O Parque Nacional de Abruzzo, Lazio e Molise revela paisagens inesperadas e magníficas, enquanto as numerosas reservas naturais protegem as espécies vegetais e animais representativas desta área. A natureza intocada enquadra as duas estações de esqui mais importantes da região: Campitello Matese e Capracotta.

A costa possui praias arenosas rodeadas por vegetação mediterrânica. Descubra os mil anos de história desta região e da sua cultura visitando os seus sítios arqueológicos, abadias, pequenas cidades e inúmeros castelos.

A sobrevivência de costumes e tradições, do artesanato e das antigas profissões que desapareceram em outros lugares é uma característica única que faz de Molise, assim como o título de um livro do escritor italiano Antonio Fogazzaro, um “mundo à moda antiga”.

A região compreende as províncias de Campobasso (capital regional) e Isernia.

O que ver
Sua jornada de descoberta começa em Campobasso, uma cidade rica em história e cultura, dominada pelo imponente Castello Monforte. Particularmente significativo é o Museu Provincial Samnita, com suas valiosas exposições das civilizações que lá viveram, preciosos vestígios dos povos que habitaram o território desde a proto-história até o período Samnita.

A histórica cidade de Isernia possui uma fonte do século 13 e um antigo sítio pré-histórico fora das áreas desenvolvidas.

Vale a pena visitar as duas pequenas cidades que ainda hoje transmitem valiosas atividades artesanais: Agnone, especializada na fabricação de sinos para as igrejas mais importantes do mundo, e Scapoli, a cidade conhecida pela gaita de foles, com um museu inteiramente dedicado a este antigo instrumento musical.

Os sítios arqueológicos da região têm grande importância. Estes incluem: a cidade samnita de Pietrabbondante com seu belo teatro, Sepino com as ruínas de edifícios romanos e Larino, que combina valiosos vestígios romanos com um magnífico exemplo de arte medieval – a catedral romana de estilo gótico. Algumas outras cidades importantes são Termoli, uma estância turística e um porto, com o imponente Castelo da Suábia e a Catedral Românica, e Venafro, com o Castelo de Pandone, a Catedral Românica e Gótica e descobertas arqueológicas romanas e pré-romanas.

A região possui inúmeros castelos, como o de Pescolanciano, bem como várias abadias e santuários, incluindo a Abadia Beneditina de San Vincenzo al Volturno, o Santuário de Addolorata, Castelpetroso e o Santuário de Canneto em Roccavivara. Finalmente, alguns exemplos esplêndidos da arquitetura românica incluem a Igreja de São Jorge em Petrella Tifernina e a Igreja de Santa Maria della Strada em Matrice.

Também vale a pena visitar as tratturi, trilhas gramadas percorridas por pastores de gado e seus animais durante os períodos de transumância. Hoje, eles são um testemunho incrível da vida do camponês e do pastor.

Uma parada obrigatória para os amantes do esporte é Campitello Matese, a estação de esqui no centro-sul da Itália com mais neve.

O que fazer
Dos picos dos Apeninos à costa, o ambiente natural não contaminado de Molise é um lugar perfeito para relaxar, praticar esportes e fazer excursões aos destinos mais típicos da região.

Os amantes da natureza podem fazer caminhadas ou trekking em várias áreas protegidas: na típica paisagem apenina do Parque Nacional de Abruzzo, Lazio e Molise, ou em um ambiente diverso como o da Reserva WWF em Guardaregia-Campochiaro, por entre bosques, riachos, desfiladeiros e quedas. Muitas áreas montanhosas podem ser alcançadas de mountain bike, mas você também pode fazer as belas ciclovias ao longo da costa.

Você poderá também desfrutar de uma nova experiência como cavalgar ao longo das tratturi, os trilhos migratórios que datam de mil anos, um testemunho da natureza única de Molise. Em Pescolanciano, em vários bairros de Campobasso e em toda a região, estas trilhas de transumância são uma oportunidade para mergulhar na história e cultura local.

A emoção de esquiar no alto da montanha é garantida pelo sistema de pistas de Campitello Matese, a maior estação de esqui de Molise, assim como a de Capracotta, também conhecida por suas pistas de esqui cross-country.

De Termoli a Campomarino, você pode passar férias tranquilas no litoral e praticar todos os tipos de esportes aquáticos, em meio a amplas praias de areia branca, águas cristalinas e instalações modernas. Para os amantes da enogastronomia, as trilhas da gastronomia e do vinho começam no litoral, passando por vinhedos e pequenas cidades pitorescas, parando para degustação dos vinhos e produtos locais, incluindo a famosa trufa branca de San Pietro Avellana.

Molise, uma terra de tradições antigas, oferece várias rotas espirituais em belos ambientes naturais; eles levam ao Santuário de Santa Maria del Canneto em Roccavivara, ou ao fascinante Santuário Addolorata nas íngremes montanhas de Castelpetroso.

Por fim, faça um esforço para visitar os diversos eventos e feiras que mantêm vivas as tradições locais: o Festival Internacional de Gaita de Foles em Scapoli; a Feira da Trufa Branca em San Pietro Avellana; “La‘ Ndocciata ”, uma procissão iluminada por tochas em trajes tradicionais que ocorre todos os anos em Agnone; Pezzata, o Festival do Cordeiro em Capracota e muitos mais.

O que comer
Nesta terra agrícola, a comida regional é baseada em produtos cultivados localmente e na criação de ovelhas, e também é influenciada pelas regiões próximas. São muitos os pratos típicos de Molise: desde maccheroni alla chitarra a pallotte (bolas redondas) de ovo e queijo, massa e feijão, polenta, borrego e turcinelli assado (miudezas de borrego).

Entre os melhores produtos da região, destacam-se o azeite de oliva extra virgem, a trufa de Isernia e a massa de trigo duro. Existem vários tipos de salame, incluindo saggicciotti, linguiça de fígado, salame de ventricina e pampanera, bacon seco no forno com pimenta malagueta.

Os produtos lácteos são extremamente populares nesta região, em particular os queijos caciocavallo e stracciata de Agnone e Alto Molise, mussarela de leite de vaca fior di latte de Boiano, mussarela de búfala de Venafro e queijo de ovelha pecorino de Matese. O queijo Scamorza e o burrino, um queijo recheado com manteiga, são produzidos em todo o Molise.

Os vinhos locais, principalmente Biferno e Pentro, são excelentes. Entre as sobremesas típicas de Molise, destaque para mostarda d’uva (compota feita com uvas da zona rural de Molise), depois cauciuni (massa recheada com grão de bico), ostie farcite (bolachas recheadas com nozes e amêndoas), peccellate (recheio de massa com xarope de uva ou compotas) e cippillati (ravióli assado recheado com cerejas pretas azedas) são a melhor forma de terminar uma boa refeição.

A Região também oferece alguns doces de Natal deliciosos e especiais!

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.