NOVIDADES

[TESTE] Quantum Sky, excelente aparelho com bateria grande e boas câmeras!

[TESTE] Quantum Sky, excelente aparelho com bateria grande e boas câmeras!

by 29 de setembro de 2017 0 comments

Hoje em nossa bancada de testes está o Quantum Sky, smartphone que recebemos da Quantum em seu evento de lançamento há algumas semanas e foi uma grande (e boa) surpresa. [read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

Se você busca um aparelho com bateria grande, boas câmeras (traseira e para selfies), bastante espaço de armazenamento e preço atraente, o Sky pode ser uma excelente opção! O aparelho é o atual flagship da empresa, que mostrou uma construção muito sólida e desempenho acima da média em alguns pontos quando comparamos com alguns concorrentes do segmento. Ele se posiciona como intermediário premium, batendo de frente com modelos da Motorola, Samsung e LG.

 

Caixa

O que vem na caixa
A caixa segue os padrões de outros aparelhos da marca, toda preta e bem bonita. Ao abrir damos de cara com o aparelho (com a tela protegida por uma película com desenhos e o nome) e as boas vindas à Quantum.

Bem vindo a Quantum! =)

Além dos componentes “tradicionais” (cabo USB – que não é o tipo-C -, carregador e fone de ouvido), uma boa surpresa: todos que comprarem já receberão uma película para proteger a tela e uma capinha de silicone transparente. Isso é especialmente legal para quem mora fora dos grandes centros, onde essas opções costumam ser mais difíceis de se encontrar, ainda mais para aparelhos recém-chegados no mercado. Como as grande maioria dos usuários gosta de usar seu aparelho com capinha e película, foi uma boa sacada da Quantum!

Kit completo

Design, construção e hardware
O design do Sky é um dos pontos fortes do aparelho na minha opinião, mesmo sendo relativamente “comum”. Com 154,5 x 76,5 x 8,3mm e 182g, feito em alumínio aeronáutico com acabamento polido e acetinado, ele tem bordas curvas e se mostra muito resistente, ergonômico e com ótima pegada nas mãos, sem escorregar. Na frente, temos o botão central físico de início – com sensor biométrico integrado – e os botões capacitivos, que são bem discretos e não são iluminados, o que dificulta quando usamos o aparelho no escuro. Uma iluminação nestes botões cairia bem.

Frente…

Na traseira vemos a câmera com o flash logo abaixo (o flash parece mas não é dual-tone, e sim um flash de LED acima de um sensor infravermelho, que pode ser usado com apps de controle remoto) e o logo da Quantum.

…e verso!

Como a tampa traseira do aparelho não é removível, os SIM cards e o microSD devem ser inseridos por meio de uma bandeja na lateral esquerda, que é aberta utilizando um pequeno “pino”, sistema comum em também em seus concorrentes. É possível usar dois SIM cards (um nanoSIM e um microSIM) ou um SIM card e um microSD, ou seja, um dos slots é híbrido. Ainda bem que o aparelho possui generosos 64 GB de espaço interno, fazendo com que poucos precisem utilizar um cartão de memória.

Gavetinha

 

Na lateral direita sem inovações, apenas os botões de volume, e o botão de power.

Na parte superior apenas o conector P2 de fones de ouvido, e na inferior temos o alto-falante (mono) e uma saída de ar (que dá a impressão de dois alto-falantes), além da porta micro USB que, como dito antes, não é USB Type-C. Uma pena não terem investido no conector com tecnologia mais recente.

Alto falante e porta USB

Tela
Protegida por Gorilla Glass 3 (e não a última versão, atualmente a 5), a tela do Quantum Sky é de 5,5 polegadas tipo IPS e resolução Full HD (com 401 ppi). A imagem é boa, e seus níveis de brilho, contraste e cores são bons, reproduzindo corretamente conteúdo multimídia e funcionam razoavelmente bem mesmo em ambientes com muita luz direta.

Eu gostei de um recurso em especial, chamado de “Ambient Display”, que exibe apenas o relógio e o resumo das notificações não lidas pelo usuário quando o aparelho está na mão, e é ativado por meio dos sensores de luz e proximidade, evitando a necessidade de desbloquear a tela para olhar as notificações.

Câmeras
A fabricante caprichou nas câmeras do aparelho, sendo a traseira um modelo simples de 13MP com sensor Sony IMX258, o mesmo que equipa o LG G6, de abertura f/2.0. O Sky entrega resultados realmente bons quando comparados com seus concorrentes no segmento.

Câmera traseira

Como de praxe em praticamente todos os smartphones, em locais com boa iluminação os resultados são melhores do que em locais mais escuros, mas aqui tenho duas ressalvas. No modo automático eu notei uma certa lentidão da câmera para focar quando quis tirar fotos em movimento. Isso foi minimizado quando utilizei o modo manual, mas mesmo assim não resolveu a questão por completo. Isso não é efetivamente um problema, e acredito que com algumas atualizações de software isso seja minimizado. Outro ponto, o modo HDR também entregou bons resultados, porém demorou um tempo razoável entre estabilização, captura e o processamento da imagem, podendo gerar imagens tremidas se o usuário não tiver as mãos “firmes”.

Já sua câmera frontal foi pensada em selfies, e conta com sensor Samsung S5K3P3 de 16MP e abertura f/2.0, e ainda vem com um recurso para “embelezar” as imagens. Além disso, a Quantum adicionou outros recursos bacanas em seu software, como um leitor de código de barras e uma opção para digitalizar documentos.

Áudio
O alto-falante do aparelho fica posicionado na parte inferior direita do dispositivo, ao lado da porta USB. A qualidade do som e o volume são razoáveis, dentro da média do mercado. Os fones de ouvido que acompanham o Quantum Sky são comuns, mas tornam a experiência de áudio bem melhor.

Bateria
Aqui o aparelho merece aplausos! Sua bateria é de 4.010 mAh, valor bem superior a muitos concorrentes, em que a capacidade máxima geralmente varia entre 2.700 e 3.000 mAh. E a bateria do Quantum Sky foi muito bem durante os testes, resistindo por cerca de um dia e meio de uso moderado (jogos, 4G, Wi-Fi, aplicativos de mensagens, redes sociais, músicas, vídeos e ligações). O brilho da tela estava ajustado para o modo automático e meus apps estavam com a sincronização sempre ativas. O processador MediaTek do aparelho é conhecido por não ser dos mais econômicos, e por isso acredito que os resultados poderiam ser ainda melhores.

O carregador que acompanha o aparelho não é de carregamento rápido, o que considero uma falha por ser o melhor smartphone da fabricante e com uma bateria tão grande. Demora cerca de duas horas e meia para que a bateria chegue em 100%! Um sistema de carregamento que suporte voltagens maiores seria muito bem vindo neste caso.

Um carregador rápido ajudaria!

Software
O Sky roda o Android 7.0 Nougat quase sem modificações, para felicidade daqueles que gostam do sistema mais “puro”, e com a promessa de que receberá a atualização para a última versão do sistema, o Android 8.0 Oreo. São poucos softwares extras instalados e ocupando espaço, como um gerenciador de arquivos e o Dashcam, conhecido entre os usuários da Quantum e que transforma o dispositivo em uma câmera veicular.

Testes
O smartphone conseguiu executar muitas tarefas simultâneas sem engasgos, o que foi muito bom. Rodei jogos mais pesados, como o Real Racing 3 e o aparelho não apresentou nenhuma lentidão. Durante o uso intenso notei que o aparelho esquentou bastante, mas nada que pudesse causar problemas. Só que seu processador, o MediaTek Helio P10, de oito núcleos e velocidade máxima de 2 GHz foi desenvolvido há dois anos, por isso acredito que os resultados seriam bem superiores se a empresa tivesse apostado nos chipsets mais recentes da MediaTek, como o X20 (que está no Quantum Fly) ou mesmo no X30. A grande vantagem do aparelho fica por conta dos 4GB de RAM, mais que suficientes para manter o desempenho “liso”.

Conclusão
O Quantum Sky é um aparelho com muitas qualidades! Boa construção, bom hardware, software limpo e boas câmeras. Pode receber melhorias? Claro que sim, mas lembramos que ele é um aparelho do segmento intermediário, que oferece alguns recursos de “irmãos maiores”, por um preço realmente bem atraente. Me surpreendeu positivamente, e eu recomendo o aparelho!

Preço e disponibilidade
O aparelho já é vendido no site do fabricante, com preços a partir de R$ 1.349.

Especificações completas – Quantum Sky

Tela: 5,5″ LCD IPS com resolução Full HD

Sistema operacional: Android 7.0 Nougat

Processador: MediaTek Helio P10 (MT6755), Octa-Core de 2GHz

Memória: 64 GB (podendo receber um cartão microSD de até 256GB)

4GB de memória RAM

Câmeras: 13MP na traseira e 16MP na frontal

Dimensões: 154,5 x 76,5 x 8,3mm e 182g

Bateria: 4.010 mAh

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA

 

 

 

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.