*Por Bruna Amorim dos Santos

O mercado de moda é um dos principais motores da economia brasileira e, assim como outros setores, vêm sofrendo, cada vez mais, com o enfraquecimento dos elos de sua cadeia produtiva. Empresas e indústrias do setor precisam estar atentas às boas práticas no processo de fabricação de seus produtos, evitando serem responsabilizadas por problemas ocorridos não apenas em suas instalações, mas…[read more=”Continuar lendo…” less=”Menos”]

…também em sua rede de fornecedores.

Para garantir a procedência de seus produtos, assim como a boa imagem de suas marcas, muitas empresas têm buscado na auditoria de responsabilidade social uma ferramenta para identificar possíveis falhas dentro das unidades fabris, bem como na conduta de seus fornecedores.

Focada em diferentes aspectos, este tipo de auditoria oferece às empresas uma imagem fiel das condições de trabalho e processo industrial da data em que foi realizada, avaliando inclusive os subcontratados envolvidos na fabricação dos produtos de determinada marca ou empresa. No caso das fabricantes do ramo têxtil, são inspecionados também os fornecedores de corte, costura, tingimento, estamparia, gráficas, entre outros.

A análise é minuciosa e compreende desde as condições de trabalho e atendimento à legislação em relação aos funcionários, quanto a forma como a empresa lida com o meio ambiente – se o descarte de resíduos é realizado de forma correta, para que não comprometa a natureza; e questões relacionadas à saúde e segurança, como a checagem do espaço físico; estado de conservação dos equipamentos e mobiliário utilizados pelos colaboradores; vistoria de laudos técnicos e de segurança, como de bombeiros, por exemplo; entre outras variáveis.

Durante a auditoria são realizadas ainda várias entrevistas sigilosas com os trabalhadores, visando encontrar possíveis irregularidades em relação à forma de contratação, imposição de horas adicionais à jornada diária ou condições de trabalho insalubres. Esta etapa é crucial para identificar qualquer discrepância ou tentativa de fraude em relação à documentação, relatórios de ponto e folhas de pagamento que a empresa é obrigada a fornecer para verificação.

Pouco a pouco, a prática da auditoria tem se tornado uma exigência de mercado e requisito para a venda para algumas redes varejistas, principalmente entre os maiores players. Porém, muitas empresas já se conscientizaram em relação ao importante papel que este tipo de auditoria desempenha no sentido de colaborar também para a melhoria das condições de trabalho e produção em todos os níveis da cadeia têxtil, independente de tamanho ou qualquer tipo de exigência externa.

Em função disso, a procura voluntária por este tipo de serviço tem crescido consideravelmente, e produzido reflexos positivos no mercado de moda, como a melhoria do ambiente de trabalho e consequente aumento da motivação e produtividade entre os funcionários em diversos setores. Trata-se de uma ferramenta que só contribui para o crescimento e transparência do mercado têxtil e de moda, ajudando a enaltecer as iniciativas que valorizam as boas práticas comerciais, ao mesmo tempo em que força a adequação das empresas que ainda não trabalham dentro dos parâmetros éticos e legais da sociedade brasileira.

*Bruna Amorim dos Santos, graduada em química pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduada em gestão estratégica de negócios pela mesma instituição e gerente-comercial na área de business assurance na Intertek.

[/read]

INSCREVA-SE NO CANAL DO YOUTUBE DO VIDA MODERNA
Como a inspeção de responsabilidade social pode contribuir para a melhoria da cadeia produtiva de moda