NOVIDADES

Tarifa de √īnibus sobe pra R$ 3,30 em Curitiba a partir de sexta




por 4 de fevereiro de 2015 0 coment√°rios

Usuários do transporte coletivo em Curitiba vão pagar R$ 3,30 na tarifa a partir de sexta-feira, um reajuste de 15,7% sobre o valor praticado atualmente, de R$ 2,85. A tarifa para quem utiliza o cartão transporte terá desconto de R$ 0,15.

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, o reajuste foi feito para manter a integra√ß√£o e a tarifa √ļnica. O repasse do governo estadual, de R$ 7,5 milh√Ķes por m√™s, em 2014, neste ano cair√° R$ 500 mil mensais a partir do reajuste. Se houver acordo, o Estado aplicar√° o valor repassado para atender a regi√£o metropolitana. A manobra parte da inten√ß√£o da prefeitura de eliminar o custeio da integra√ß√£o de Curitiba com o transporte metropolitano via Fundo de Urbaniza√ß√£o de Curitiba (FUC). ‚ÄúN√£o temos condi√ß√Ķes de repassar todo impacto do reajuste dos trabalhadores, dos insumos e da remunera√ß√£o das empresas para o consumidor. Chegamos a um valor que sequer recomp√Ķe a infla√ß√£o do tempo em que a tarifa ficou congelada e estamos mantendo o subs√≠dio. Para garantir a integra√ß√£o, estamos reduzindo o subs√≠dio pago pelo Estado a valores de 2012, quando foi criado o subs√≠dio‚ÄĚ, explica o presidente da URBS, Roberto Greg√≥rio.

Para chegar ao novo valor da tarifa, a prefeitura considerou tamb√©m os percentuais dos reajustes da planilha de custos e a varia√ß√£o salarial dos trabalhadores. De acordo com a prefeitura, h√° o risco de, se atendidas as reivindica√ß√Ķes √† Justi√ßa dos trabalhadores quanto aos reajustes na folha de pagamento, ocorrer novo desequil√≠brio no sistema. ‚ÄúIndependente de quando for conclu√≠da a negocia√ß√£o salarial dos trabalhadores, o reajuste ter√° impacto retroativo a 1¬ļ de fevereiro. Ou seja, quanto mais demorarmos para definir a tarifa do usu√°rio maior ser√° o rombo no sistema. Temos que agir com responsabilidade para garantir a regularidade do servi√ßo‚ÄĚ, afirma Greg√≥rio.

Atualmente, Curitiba responde pela manuten√ß√£o da infraestrutura do transporte coletivo de 21 terminais urbanos, 81 quil√īmetros de canaletas, 357 esta√ß√Ķes tubo e 6,5 mil pontos de parada de √īnibus. Em 2014, foram R$ 30 milh√Ķes sem contar despesas com pavimenta√ß√£o e manuten√ß√£o das canaletas, estrutura vi√°ria e ilumina√ß√£o de pontos de √īnibus. Este valor n√£o est√° inclu√≠do na tarifa.

Nenhum coment√°rio ainda

Seja o primeiro a comentar

Ainda n√£o h√° coment√°rios

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de coment√°rios s√£o processados.